Notícias - sincodern

  • 28
  • MAI
  • 2019

Toyota fará adequação na fábrica de Sorocaba; Etios ameaçado

Toyota fará adequação na fábrica de Sorocaba; Etios ameaçado

Menos de duas semanas apos a Ford do Brasil anunciar seu segundo "Programa de Demissão Voluntária" (PDV) no ano, agora é a vez de a Toyota do Brasil tomar ação semelhante, para "adequar produção" na fábrica de Sorocaba (SP). Além do PDV, não haverá prorrogação de parte dos contratos temporários na unidade.

Segundo UOL Carros apurou, essa "adequação" poderia pôr fim também ao ciclo do Etios Sedan. A Toyota, porém "nega a possibilidade" do fim do compacto, segundo posicionamento oficial nesta segunda.

A fabricante espera fechar 340 vagas para fazer se adequar à atual situação do mercado. Para isso, os executivos esperam que pelo menos 100 vagas sejam encerradas por conta do PDV. O excedente será ajustado com a não-prorrogação de contrato de trabalhadores temporários. A Toyota espera que o quadro seja ajustado até o final do mês de junho.

Sorocaba tem quase 3 mil funcionários e é responsável pela produção dos compactos Etios Hatchback e Etios Sedan e dos compactos premium Yaris e Yaris Sedan.

Crise argentina e disputa interna
Segundo membros da Toyota, o panorama atual de real instável frente ao dólar, crise na Argentina derrubando fortemente as exportações brasileiras e aumento da competitividade dentro do mercado nacional forçaram esta tomada de decisão.

"Com isso, porém, esperamos não mexer nos três turnos de produção em Sorocaba, ainda que a adequação vá diminuir um pouco a produção de cada turno", apontaram a UOL Carros fontes ligadas à marca.

De janeiro a abril deste ano, a Toyota se posicionou como a sexta marca do mercado brasileiro, com 66.907 unidades emplacadas (8,9% de participação). Sorocaba entregou 50 mil unidades deste total.

Enquanto o Etios Sedan entregou 5.761 unidades e o Hatchback, 3.802, os modelos premium da família Yaris emplacaram quase 21 mil unidades juntos.

Isso é pouco, porém, frente ao sucesso da Chevrolet (Onix e Prisma passaram de 100 mil unidades) e Volkswagen (quase 35 mil unidades de Polo e Virtus).

Há rumores de que a adequação de produção pode inclusive levar à aposentadoria do Etios Sedan -- além de vender pouco, o modelo estaria canibalizando o Yaris.

Segundo a Toyota do Brasil, não existe essa possibilidade.

Também não há qualquer mudança de planos nas fábricas de Indaiatuba (de onde sai o atual Corolla e virá o novo Corolla) e Porto Feliz (que faz os motores de Etios, Yaris, Corolla e do novo Corolla): elas não serão afetadas pelo corte.

UOL – CARROS – 25/05/2019
voltar
 

13/06/2019 - Petróleo fecha estável em dia de cortes nas estimativas de produção nos EUA

12/06/2019 - Volkswagem e Ford querem fazer carros autônomos juntas

11/06/2019 - Nova fábrica da CSN vai abastecer indústria automotiva e linha branca

10/06/2019 - Dólar opera com pequenas variações de olho na cena política

06/06/2019 - BMW e Jaguar Lander Rover juntas pela eletrificação

05/06/2019 - VW Argentina: 14 milhões de transmissões produzidas

04/06/2019 - Preços altos afetam mercado de aço

03/06/2019 - Fiat discute proposta de fusão melhorada da Renault por apoio francês